Necessaire de Buteco

Necessaire de Buteco

Se fazendo de difícil

por Mi do Carmo, em 2015-10-28 09:30:00

Olá Buteco! Olá mãe e pai e mais três amigos muito legais que estão lendo o Necessaire de Buteco (OBRIGADA!). Hoje o assunto é muito sério CREIA porque vou falar de uma coisa que me incomoda mexxxmo: qual o problema das mulheres demonstrarem o que querem? Por que elas têm que se fazerem de difíceis? O que que tá pegando que isso não muda? Essas e outras questões hoje no Globo RepNÃO PERA.

 

 

A vida inteira a gente escuta da mãe (que ouviu da vó, que ouviu da bisavó) que “você tem que se valorizar, minha filha”. Logo depois, a pressão exercida pra que as mulheres não se expressem livremente e não admitam as vontades sexuais continua sendo uma realidade. Até os pais dos meninos alertam seus filhos - “CUIDADO, CARA, MULHER FÁCIL NÃO PRESTA”.

 

Aí o que acontece é que a mulherada cresce e passa vida omitindo vontades, frustradas tadinhas, porque disseram pra ela que se valorizar, sendo que “se valorizar” não tem nadinha a ver com isso.

 

Esses dias eu tava uma festa e tinha um cara que ficou a noite inteeeeeira investindo na menina, que era amiga de um amigo que tava comigo. Teve uma hora que ela veio dizer que tava muito a fim, mas achava que precisava enrolar mais um pouco. Mas pra que???

 

Não tô falando de vadiagem e pegação geral. Tô falando daquele momento que em o cara te chamou no whatsapp, você viu que chegou a mensagem, visualiza, tá morrendo, louca, com coração disparando, AI MEU DEUS, TÔ MUITO A FIM e ainda assim não responde. “Se eu respondo na hora ele pensa que tô fácil demais, e se eu disser logo que tô a fim ele vai pensar que sou uma vagabunda. Amiga, escuta esse conselho: se o cara acha que você é uma vagabunda porque você tá sendo objetiva dizendo que tá na fita dele, esse aí já não merece que você estenda qualquer relação com ele. E se você descobre que ele é assim só depois que já ficou, se ele for daqueles caras que ficam contando vantagem que pegou a menina que quase ninguém pega porque se faz de díficil, paciência. A fila anda. Larga esse bofe escroto pra lá.

 

“Ah e se ele só quiser me comer?” – Porra, fica feliz que você ainda tá sendo comida, kiridinha, porque só vejo as minas reclamando que homem tá difícil.

 

A premissa não serve pra quando a mulher não quer de verdade. Se não quer, diz logo essa caceta também e dispensa o cara. Vida que segue. Mas os caras precisam ter a sensibilidade também (eu sei, homens, essa qualidade ainda é difícil pra vocês) de diferenciar quando a mulher não quer e quando ela tá fazendo cu doce. Quando acontece de alguém dar em cima, falo logo ~ não quero, desculpa, não vai rolar. Hã? Por que? Mano, porque não! Se sou comprometida? Sim, por isso também, mas especialmente porque não quero~. (Uuuu sotaque paulista!).

 

Uma vez me disseram que os homens têm medo de mulheres decididas. Não sei, será? Pode ser. Vou pensar sobre isso e quem sabe saia um texto.

 

 

Contudo, de uma coisa tenho certeza: aquele que te valorizar de verdade, mesmo que seja por uma noite, vai te respeitar por você saber expressar suas vontades e não porque você gastou 5 horas da balada pra decidir se ficaria com ele ou não.

 

Vai, filhinha, desembucha.

 

Beijos, Mi!

 

Colaborador: Léo Teixeira.